Radialista Pena Branca conversa com pré-candidato a deputado federal sobre o projeto político para representar o MS

O CEO da Universidade Central do Paraguai (UCP) concedeu entrevista na tarde desta quinta-feira, dia 21 de julho, ao radialista Pena Branca, na rádio Jota FM no município de Deodápolis.
Foram abordados assuntos sobre a trajetória profissional do pré-candidato, que hoje é CEO da maior faculdade de Medicina do Paraguai, com 11 mil alunos, do projeto político para a Câmara Federal, saúde, educação e investimentos para o Mato Grosso do Sul.
Carlos afirmou que o Estado de Mato Grosso do Sul está carente de investimentos em tecnologia nas escolas, para modernizar a educação. “A educação é a virtude de uma nação. Hoje, vemos um cenário desfavorável ao nosso Estado, porque faltam investimentos em tecnologia”, defendeu.
Sobre o Revalida, exame aplicado aos estudantes de Medicina que se formam no exterior, o pré-candidato afirmou que pretende acompanhar de perto e batalhar por um Revalida mais justo. “Sabemos que os estudantes recebem educação de qualidade e se o Revalida for desenvolvido para estudantes de escola médica e não para especialistas responderem, teremos muito mais médicos atuando na saúde do Brasil e de Mato Grosso do Sul”, afirmou.
De acordo com Carlos Bernardo, ele aceitou o desafio para disputar uma cadeira na Câmara Federal para fazer parte do projeto político do pré-candidato ao Governo André Puccinelli. “Com certeza, o André foi o melhor governador que nosso Estado já teve. Estamos com uma pré-campanha forte, e vamos juntos trabalhar para eleger o André e para que eu possa fazer a diferença em Brasília, buscando recursos e projetos para atender aos anseios do nosso povo”, concluiu.

Fonte: Assessoria