Mato Grosso do Sul alcança 1.009.429 pessoas imunizadas contra Covid-19 com as duas doses ou dose única, de acordo com dados do vacinômetro disponibilizado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES).

Com isso, 35,93% da população geral sul-mato-grossense e 48,49% da população adulta está totalmente imunizada contra a Covid-19.

Entre os imunizados, 232.310 tomaram dose única da Janssen e 777.119 tomaram as duas doses da AstraZeneca, Pfizer ou Coronavac.

Mato Grosso do Sul tem 63,34% de vacinados, que são pessoas que tomaram pelo menos uma dose. Este percentual abrange 1.546.861 pessoas. Se contar apenas a população adulta, este percentual sobe para 85,48%.

Das 2.700.570 doses enviadas aos 79 municípios do Estado, 2.556.817 foram aplicadas desde o início da campanha de vacinação.

A campanha de imunização contra Covid-19 começou em 18 de janeiro de 2020 em Mato Grosso do Sul.

O objetivo é vacinar pessoas para conter o número de casos, internações e óbitos, além de frear a pandemia.

Há queda no número de casos confirmados, taxa de contágio, internações e óbitos por Covid-19 por conta do avanço da vacinação no Estado.

Dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, pelo menos 30 cidades estão vacinando a faixa etária dos 18 anos ou mais.

As cidades que mais vacinaram com a primeira (D1), segunda dose (D2) e dose única (DU) são Douradina (106,28%); Santa Rita do Pardo (105,74%); Cassilândia (105,17%); Laguna Carapã (104,34%) e Eldorado (103,96%)

As cidades que menos vacinaram com D1, D2 e DU são Rochedo (88,29%); Selvíria (88,07%); Alcinópolis (87,25%); Bandeirantes (86,87%) e Rio Brilhante (83,10%).

Mato Grosso do Sul é o estado que mais vacina com a segunda dose no país. O Estado supera as médias de vacinação e imunização nacional, que estão em 51,57% e 22,15%, respectivamente.

As doses aplicadas em Mato Grosso do Sul são Coronavac-Sinovac-Butantan, Pfizer-BioNTech-Cominarty, Janssen e AstraZeneca-Oxford-Fiocruz.

O secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, comemora o avanço da vacinação em Mato Grosso do Sul.

“Estamos perto de alcançar a imunidade coletiva. Ultrapassamos 85% da população adulta vacinada com a primeira dose. Se continuarmos nesse ritmo neste final de semana vamos atingir os 90% com a D1 aplicada”.

A secretária adjunta de saúde, Christinne Maymone, diz que vacinar é um ato de amor.

“A vacinação é um ato de amor para você, sua família e a nossa coletividade. Vacine. Estimule a sua amiga e seu amigo”.