Andréia Aquino Flores é filha de Ocídio Pavão Flores; ela é a vítima de latrocínio em Campo Grande

 

Andréia Aquino Flores, de 38 anos, foi morta em casa, depois de ser sequestrada em atacadista de Campo Grande na tarde desta quinta-feira, 28.

A vítima é filha do pecuarista Ocídio Pavão Flores, ex-diretor do Sindicato Rural de Ponta Porã.

A mulher, moradora de condomínio no Bairro Chácara Cachoeira, foi pega quando saia do Fort Atacadista da Rua Marquês de Lavradio.  Ainda não estão claras as circunstâncias em que a mulher foi assassinada, mas conforme apurado pelo Campo Grande News, ela é a dona da residência e teria sido asfixiada.

Ainda conforme a apuração da reportagem, na residência, os criminosos, a princípio uma dupla armada com faca e arma de fogo, pegaram alguns pertences e depois, fizeram um refém levá-los até uma região do Bairro Tiradentes.

Vizinhos da residência onde aconteceu a tragédia foram avisados para ficar em casa e trancar as portas no fim da manhã. “Você está em casa? Tranca a porta porque mataram uma mulher aqui no condomínio”, foi a mensagem enviada de morador do Parque Cachoeira, onde foi registrada a ocorrência, para uma amiga que mora no residencial ao lado.

A movimentação das forças de segurança é intensa no local. O Corpo d e Bombeiros foi o primeiro a chegar. Logo em seguida, policiais do Batalhão de Choque, GOI (Grupo de Operações e Investigações), DEH (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídios) “fecharam” o condomínio. Equipe da Derf (Delegacia Especializada em Roubos e Furtos) chegou por último, junto com carro de funerária.  

Fonte: .pontaporaemdia